SAÚDE BEM ESTAR

Viva mais! Viva Melhor!

Saude A-Z

Vírus do Nilo: Saiba o que é!

Você certamente já ouviu falar que nos últimos dias 21 pessoas foram internadas por causa de um vírus transmitido por um mosquito.

Embora a maioria das pessoas infectadas com o vírus do Nilo não se sinta doente, cerca de 1 em cada 5 pessoas infectadas desenvolve febre e outros sintomas. 

Aproximadamente 1 em 150 pessoas infectadas desenvolve uma doença grave, às vezes fatal que é o caso da meningoencefalite.

Tal condição provoca inflamação das meninges e do cérebro. Por causa disso, sete pessoas internadas na UTI para tratamento.

Como o vírus do Nilo é transmitido

Esse vírus é transmitido através da picada de um mosquito que é bastante comum em nosso país: O pernilongo. Essa picada pode infectar seres humanos e outros animais, como cavalos. O vírus do Nilo foi dado em outras partes do mundo devido à migração de aves infectadas.

Nos últimos anos, esta doença viral esteve presente em grande parte da Europa. No sul da Espanha por exemplo, houveram casos pontuais desde 2010 em pessoas e cavalos.

Os peritos consideram que as alterações climáticas são a causa de uma ocorrência mais frequente em zonas onde não se verificava anteriormente.

Quais são os sintomas do vírus do Nilo

Segundo a OMS, a maioria das pessoas que sofrem a picada do mosquito não chega a apresentar nenhum tipo de sintoma. Outras pessoas podem vir a sofrer certos sintomas considerados como leves: febre, vômitos, dores musculares ou cansaço.

Em outra porcentagem bastante reduzida, o vírus pode chegar ao cérebro provocando a meningoencefalite acima mencionada.

Se isso acontecer, a vida da pessoa pode estar em perigo e é essencial ser tratada o mais rápido possível.

Os sintomas vão desde febre muito alta, dor de cabeça severa, convulsões e paralisia parcial de uma parte do corpo.

Aquelas pessoas de idade avançada e ou que já possuam doenças crônicas, têm um alto risco de desenvolver esses sintomas que são tão perigosos para a saúde.

Finalmente, deve-se dizer que o período de incubação dessa doença é de 3 dias a duas semanas.

Como tratar o vírus do Nilo

Até hoje, não há nenhum tipo de tratamento que lida com esse vírus. Se for muito grave, a pessoa deve ser hospitalizada e será administrado fluidos intravenosos, para evitar que possa sofrer outras infecções.

Como prevenir o vírus do Nilo

A única forma de prevenir esta doença é evitar a picada do mosquito. Desta forma, é importante seguir uma série de medidas preventivas:

  • Se na rua região há muitos mosquitos é importante usar um repelente para afugentar tais insetos.
  • Use mosquiteiros em portas e janelas.
  • A luz atrai mosquitos por isso é importante mantê-la desligada o máximo de tempo possível.
  • Os mosquitos são mais ativos durante o pôr do sol, onde procuram entrar nas residências;
  • A higiene corporal é importante ao evitar possíveis picadas de tais mosquitos.
  • Se a roupa foi colocada do lado de fora, você tem que sacudi-la bem antes de usá-la.
  • A água estagnada e suja geralmente atrai mosquitos. É aconselhável remover essa água dos arredores da casa.

A prevenção ainda é o melhor remédio, já que ainda não temos nenhum tratamento para esta nova doença.

Saúde & Bem Estar

Compartilhe!

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *