SAÚDE BEM ESTAR

Viva mais! Viva Melhor!

Saude A-Z

Esfigmomanometria: Você sabe o que é?

Embora pareça mais um trava-línguas, a esfigmomanometria nada mais é que o termo técnico dentro da medicina para a tomada da pressão arterial ou, como é conhecido coloquialmente, “medir a pressão” através de um dispositivo que recebe o nome de esfigmomanômetro ou tensiômetro.

Este tipo de teste médico é um procedimento não invasivo, ou seja, não requer punção ou incisão na pele de instrumentos ou dispositivos médicos.

Este é um teste muito útil, sobretudo quando o paciente sofre de algum tipo de problema cardiovascular, onde deve realizar o teste todos os dias.

Para medir a tensão ou pressão arterial se faz o uso de esfigmomanômetro, que pode ser medida indiretamente em milímetros de mercúrio (mmHG), pois a forma direta só pode ser feita por cateterismo arterial (também conhecido como intubação) em determinadas situações clínicas, que inclui a introdução de um tubo estreito e alongado nas artérias ou veias.

Para poder explicar melhor em que consiste uma esfigmomanometria, primeiro é preciso conhecer uns itens importantes:

O que é a pressão arterial, como é o aparelho com o qual se mede e em que consiste o teste

Esfigmomanometria

A força que o sangue exerce nas paredes das artérias é chamada de pressão arterial, que através dos vasos sanguíneos pode circular pelo corpo todo.

Graças a essa pressão é feito o transporte de nutrientes e oxigênio, pois permite que o sangue flua por todas as artérias e veias até os diferentes órgãos.

Esta pressão é determinada pelo bombeamento do coração (que é quem impulsiona o sangue) e pela elasticidade dos vasos.

Para que o sangue possa circular corretamente deve manter uma pressão arterial constante e para poder fazer o teste da esfigmanometria, a técnica chave é medir essa pressão é comparar a tensão sanguínea do corpo com a pressão atmosférica.

Depois de obter a diferença entre os dois, você poderá saber sua pressão arterial, que terá dois valores: pressão arterial sistólica e pressão arterial diastólica.

A pressão arterial sistólica é o maior grau que atinge essa pressão e que corresponde ao batimento cardíaco, isto é, quando este bombeia o sangue para o resto do corpo.

Por outro lado, a pressão arterial diastólica é o valor mínimo dessa pressão, que ocorre quando o coração relaxa após um batimento cardíaco.

Como é realizada uma esfigmomanometria?

Este teste médico conta com a vantagem de que é indolor, não faz dano físico nem moral e além disso é extremamente prática pois a pressão arterial varia em função da presença de doenças e até mesmo manter valores constantes altos já indica uma doença.

É super simples a medição, descubra o braço onde será realizado o teste, remova toda a roupa que o cubra (não só arregace as mangas, pois pode influenciar na pressão do braço e das artérias).

Acima do cotovelo será colocado o manguito ao redor do braço, como é feito normalmente.

Com tudo pronto, o manguito mencionado anteriormente é inflado e começará a medir a pressão dele no braço.

Comprimindo o braço, é onde se fará uma primeira medição do fluxo sanguíneo, que é onde são “sentidos” os pulsos sanguíneos circulando pelas veias (pressão arterial sistólica) e onde também há paradas intermitentes acompanhando tais pulsos (pressão arterial diastólica).

O mais aconselhável uma vez que uma primeira medição foi feita, é fazer novamente passados alguns minutos ou, em outro dia, mas sempre na mesma hora que foi feita a primeira medição.

Além disso, para que o resultado da esfigmomanometria seja o mais confiável e verdadeiro possível, é aconselhável seguir algumas recomendações.

É extremamente importante que as condições em que o paciente se encontra seja a mais relaxante possível.

Antes de ir fazer o teste, é importante não fazer exercício físico e também, aconselha-se não fazer qualquer tipo de atividade de força como manter o braço em tensão ou alto no momento da medição.

Será de grande ajuda fazer a medição em um contexto descontraído e em que a pessoa a quem o teste será realizado esteja em repouso total e relaxada.

O consumo de nicotina e de cafeína não é recomendado até uma hora antes de fazer o teste porque pode influenciar bastante nos resultados finais da medição.

Por outro lado, outras coisas que também influenciam no resultado da pressão arterial é se a pessoa tem ou não vontade de urinar.

O ideal é, antes de fazer o teste, ir ao banheiro pois tomar a pressão com a bexiga cheia poderá aumentar o resultado em até 10 mmHG.

Por outro lado, falar ou se mover também não é adequado quando uma esfigmomanometria está sendo realizada.

Embora o procedimento não seja invasivo e não produza nenhum tipo de incômodo, é importante manter-se concentrado no processo e estar em silêncio e quieto, pois qualquer atividade que se esteja fazendo ao mesmo tempo que se realiza a tomada da pressão arterial pode fazer com que aumente em aproximadamente 6 ou 7 mmHG.

Quanto à frequência com que esse teste deve ser realizado, a verdade é que depende do histórico de pressão arterial do paciente.

Em qualquer caso, quanto maior a pressão ou quanto maior o risco cardiovascular, o teste terá que ser feito com mais frequência.

Além disso, a menos que haja histórico de problemas cardiovasculares, uma vez a cada 3 anos é suficiente para pessoas com menos de 30 anos e duas vezes por ano para pessoas com mais de 40 anos.

Claro que se você não estiver se sentindo bem, o ideal é que verifique a sua pressão. Este é um teste que pode ser realizado praticamente em qualquer farmácia.

Viva saudável e pratique exercícios.

Compartilhe!

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *