SAÚDE BEM ESTAR

Viva mais! Viva Melhor!

Saude A-Z

Bolinhas Fedorentas na Garganta – Saiba como eliminar


Se você já viu umas bolinhas branco-amareladas em suas amígdalas (talvez possa ser necessário utilizar um espelho espelho e abrir bem a boca), você pode ter um problema muito comum conhecido como caseos ou pedras nas amígdalas, que são aquelas bolinhas fedorentas na garganta (ou bolinhas brancas na garganta) que ninguém sabe que possui até expelir uma.

Elas geralmente são pequenas, às vezes pequenas demais para serem vistas a olho nu.

Em alguns casos raros, elas podem crescer e ficarem cada vez maiores, residindo na garganta por um longo período de tempo.

Na maioria das vezes são macias, mas podem endurecer e possuem em sua grande maioria uma cor amarelo-claro. Mas o comum entre todas elas: São muito fedidas!


Normalmente elas não apresentam um risco sério para a saúde e podem ser removidas facilmente em casa.

Elas não indicam nenhum sinal de doença ou algo que precise de um tratamento sério e também não causa nenhum efeito negativo a sua saúde.

No entanto, elas podem causas sintomas desagradáveis, como mau hálito e um desconforto na parte de trás da garganta, além de ser um incômodo, porque podem voltar a crescer repetidamente mesmo após serem totalmente removidas.

Iremos falar tudo o que você precisa saber sobre o que sao bolinhas na garganta, como acabar com o mau hálito causado por elas, como ela se forma, os sintomas que elas causam e o principal, como se livrar delas.

Bolinhas Fedorentas na Garganta
(Fonte: Google Images/Todos os direitos reservados)

Sinais e Sintomas das Bolinhas Brancas na Garganta

Dois sintomas muito comuns das massinhas fedidas na amígdalas são o mau hálito e o desconforto. Esses sintomas, juntamente com as manchas brancas na parte de trás da garganta, é o que geralmente acaba por levar as pessoas ao odontólogo, resultando em um diagnóstico de cálculos de amígdalas.

“Alguns pacientes podem ver manchas na boca e alguns podem ter dor crônica de garganta ou dor”

Muitas vezes é possível que você não sinta nenhum sintoma e nem perceba que elas estão instaladas na sua garganta.

Alguns sintomas típicos das bolinhas fedorentas na garganta incluem:

  • Mau hálito persistente
  • Solavancos amarelos pálidos ou brancos do tamanho de cascalho em suas amígdalas
  • Dor de garganta
  • Desconforto e sensação de algo preso na parte de trás da garganta
  • Problemas para engolir

Se você observar um inchaço, inflamação, sangramento nas amígdalas, qualquer assimetria (se um lado for maior, parecer diferente do outro ou estiver mais doloroso).

Sentir dor de ouvido ou tiver dificuldade para engolir, ou até mesmo uma dor de garganta que persista por vários dias consecutivos, o ideal é consultar um médico, já que esses sintomas pode resultar em algum mais grave, como uma faringite por exemplo.

Causas e Fatores de Risco

Em algumas pessoas, a superfície das amígdalas é mais irregular do que lisa, com fendas e bolsos, comumente chamados de “criptas”, que são profundos o suficiente para prender partículas de alimentos, bactérias, saliva e outros detritos. “Comida, placa bacteriana, detritos celulares, como células da pele e o revestimento da boca, todos se acumulam nos buracos e fendas”, diz Jennifer Setlur, MD, otorrinolaringologista da Massachusetts Eye and Ear em Boston.

Com o tempo, esses materiais se tornam impactados e, eventualmente, podem se transformar em pedras.

As pedras de amígdalas tendem a causar mau hálito porque as bactérias acumuladas cheiram extremamente mau.

Há um equívoco muito comum em se dizer que se você tem as famosas “bolinhas fedidas” nas amígdalas significa que você tem pouca higiene oral.

Mas geralmente não é o caso; a maneira como suas amígdalas são moldadas é um fator maior. A razão pela qual as pessoas com mais criptas geralmente são mais propensas a desenvolver crescimentos é porque essas fendas permitem que alimentos e detritos se acumulem.

Basicamente tem haver com a estrutura das amígdalas.

No entanto, fique alerta: Se há uma má higiene bucal, ela realmente poderá contribuir para o desenvolvimento e pedras nas amígdalas e, escovar, passar fio dental e gargarejar água na parte de trás da garganta regularmente são uma das maneiras importantes para ajudar a prevenir o problema.

Como as bolinhas fedidas nas amígdalas são diagnosticadas?

Se você ver crescimentos em suas amígdalas que parecem ser com as bolinhas de cor amarela nas amígdalas, ou se você tem mau hálito crônico (halitoses), ou desconforto na garganta que não desaparece apesar da escovação vigilante, fio dental e gargarejo com água, consulte seu médico para uma avaliação adicional e discutir suas opções de tratamento.

Após o diagnóstico inicial, ele poderá encaminhá-lo para um otorrinolaringologista. Mas um especialista provavelmente não precisará realizar nenhum teste adicional se visse os crescimentos brancos e semelhantes a pérolas na parte de trás da garganta.

“Eles não seriam confundidos com mais nada.”

E quanto tempo elas duram?

Se livrar das bolinhas nas amígdalas geralmente é bem rápido se você mesmo conseguir removê-las em casa.

Mas se foram difíceis de remover pode ser mais complicado.

Pode ser que aparecem com mais frequência, não há um tempo específico ou uma frequência. Algumas pessoas podem aparecer uma ou duas vezes ao ano, já em outras pessoas pessoas podem aparecer mais de uma vez por mês.

Para a maioria das pessoas, praticar uma boa higiene bucal e seguir as recomendações médicas para gerenciar os cálculos de amígdalas agindo rápido quando aparecem pode ajudar a minimizar o inconveniente que eles podem causar.

Se as pedras se tornarem mais crônicas e uma carga maior, existem opções de tratamento cirúrgico que você pode discutir com seu médico, como a remoção de suas amígdalas, o que impedirá permanentemente a recorrência das bolinhas fedidas na sua garganta.

(Fonte: Google Images/Todos os direitos reservados)

Opções de Tratamento e Medicação para Pedras de Amígdalas

Como as amígdalas não são um problema sério de saúde e geralmente não são prejudiciais, seu médico provavelmente recomendará medidas preventivas para elimitá-las periodicamente e reduzir seus sintomas.

Na maioria dos casos, as pedras nas amígdalas podem ser gerenciadas em casa. Algumas pessoas preferem empurrar esses objetos para fora usando um cotonete ou o dedo. (O que é o mais recomendado)

Se você decidir usar outra coisa para desalojar as pedras, não use nada afiado (como palitos de dente ou alfinetes. Usar esses tipos de ferramentas pode causar lesões nas amígdalas, sangramento e deixa-las inflamadas.

Opções de Medicamentos

Seu médico pode prescrever antibióticos ou um medicamento anti-inflamatório, como acorticosteróide para surtos de cálculos de amígdalas, mas esses medicamentos só seriam usados para ajudar a solucionar um problema pontual não devendo ser utilizados por um período prolongado.

“Esses medicamentos podem ajudar a diminuir o inchaço e tornar as criptas menos rasas.”

Opções de Cirurgia

Outra opção para remoção de cálculos de amígdalas é a cirurgia. No entanto, os médicos geralmente não recomendam uma tonsilectomia para tratar cálculos de amígdalas, a menos que a vida de um paciente seja severamente impactada negativamente pelos tonsilitos.

Pedras de amígdalas frequentes também podem aumentar seu risco de amigdalite (uma infecção das amígdalas), o que pode ser outro motivo para considerar uma opção cirúrgica para lidar com casos graves.

Tais opções cirúrgicas para tratar cálculos de amígdalas incluem:


  • Amigdalectomia: Esta é uma cirurgia para remover completamente as amígdalas, o que significa que as pedras não podem voltar a crescer. Embora uma tonsilectomia seja a maneira mais eficaz de evitar a formação de cálculos de amígdalas, existem riscos potencialmente sérios a serem observados ao considerar essa opção. Por um lado, uma tonsilectomia requer anestesia geral e pode envolver muita dor que pode durar semana. E, como em qualquer cirurgia, há risco de sangramento e infecção.
  • Criptolise de amígdalas a laser: Neste procedimento, os cirurgiões usam um laser para se livrar de criptas de amígdalas para evitar a formação de pedras de amígdalas.
  • Criptolise de Coblação: Neste procedimento, os cirurgiões usam energia de radiofrequência e solução salina para remover criptas e fendas de amígdalas. Como os cirurgiões são capazes de fazer esse procedimento a uma temperatura mais baixa do que com criptolose de amígdalas a laser, há menor risco de certas complicações.

Ambos os métodos de criptólise exigem apenas anestesia local — ao contrário da tonsilectomia, que é feita sob anestesia geral — para que possam resultar em menos dor depois e recuperações mais rápidas.

Como prevenir as “massinhas fedidas” na garganta?

Embora a má higiene bucal não seja a única razão pela qual as pedras de amígdalas se desenvolvem, manter a boca limpa e livre de partículas de alimentos ou bactérias desempenha um papel importante na prevenção.

Certifique-se de:

  • Escovar os dentes e passar fio dental regularmente: Manter a boca limpa e remover partículas de alimentos pode desempenhar um papel importante na prevenção do florescimento das pedras das amígdalas, reduzindo a quantidade de materiais e bactérias na boca que podem contribuir para o crescimento da pedra das amígdalas. Escove os dentes após as refeições, bem como de manhã depois de acordar e antes de dormir. Utilize fio dental diariamente.
  • Gargarejar água: Além de escovar os dentes e usar fio dental regularmente, gargarejar água na parte de trás da garganta depois de comer (assim como depois de escovar os dentes e usar fio dental) também pode ajudar a limpar detritos e partículas de alimentos para evitar o acúmulo de material que leva a pedras de amígdala. Evite gargarejar com enxaguatórios bucais que contenham álcool, o que pode causar irritação e levar ao inchaço na área em que as pedras das amígdalas ocorrem. Gargargarinhos com água salgada podem proporcionar benefícios adicionais, ajudando a reduzir qualquer inchaço na área e evitar o acúmulo de alimentos ou outros materiais.

Escolhas de estilo de vida também podem afetar a formação de pedras de amígdalas. Para ajudar a prevenir pedras, você também pode:

  • Pare de fumar. Qualquer coisa que cause inflamação na boca ou garganta, como fumar, pode irritar as amígdalas, o que pode preparar o terreno para o agravamento das criptas e o aumento do risco de cálculos de amígdalas.
  • Evite bebidas açucaradas. Evite bebidas ricas em açúcar, como suco e refrigerantes, pois elas podem atuar como uma fonte de nutrientes para bactérias, ajudando-as a se acumular nas amígdalas

Como remover as Bolinhas Fedorentas na Garganta em casa?

Vamos a algumas dicas úteis que poderão lhe ajudar a solucionar este problema e acabar com o mau hálito causado pelas massinhas que se acumulam nas suas amígdalas.

Você provavelmente conseguirá remove-las com remédios naturais, já que são pequenas. As bactérias e a infecção são os principais problemas por trás das pedras nas amígdalas e, portanto, tratamentos antibacterianos e anti-inflamatórios tendem a ser eficazes e lhe ajudar a solucionar o problema:

  • Vinagre de maçã ou qualquer vinagre. Dilua com água e gargareje. O vinagre deve ser capaz de quebrar as pedras por causa de seu conteúdo ácido.
  • Alho. Estudos mostraram que o alho tem propriedades antibacterianas, antifúngicas e antivirais. Pode combater o crescimento e a infecção bacteriana.
  • Cotonete ou dedo. Se você puder ver a pedra da amígdala, poderá removê-la pressionando suavemente a amígdala com um cotonete. Faça isso com muito cuidado, pois pode causar infecção adicional se feito agressivamente ou se a pedra for maior. Gargareje com água salgada imediatamente após remover uma pedra de amígdala dessa maneira. Você não deve fazer isso a menos que a pedra seja de fácil acesso e pequena.
  • Tosse. Dependendo do tamanho da pedra, a tosse pode ajudar a desalojar uma pedra em alguns casos.
  • Óleos essenciais. Alguns óleos têm propriedades anti-inflamatórias ou antibacterianas. Eles podem ajudar a reduzir ou eliminar suas pedras de amígdalas. Dilua o óleo em um recipiente menor e coloque uma ou duas gotas em uma escova de dentes. Certifique-se de seguir as instruções para cada óleo específico. Devido ao número de bactérias, é recomendável que você não use a mesma escova de dentes de agora em diante.
  • Água salgada. Um estudo mostra que enxaguar com água salgada é um tratamento eficaz de feridas orais.
  • Iogurte. Comer iogurte que contenha probióticos pode ser capaz de neutralizar as bactérias que causam cálculos de amígdalas.
  • Maçãs. Embora não seja um tratamento cientificamente comprovado, acredita-se que o conteúdo ácido das maçãs possa ajudar a combater as bactérias em uma pedra de amígdalas.
  • Cenouras. Mastigar cenouras ajuda a aumentar a saliva e a produção de processos antibacterianos naturais. Isso pode ajudar a reduzir ou eliminar suas pedras de amígdalas.
  • Cebolas. Acredita-se que as cebolas contenham fortes propriedades antibacterianas. Incluí-los em sua dieta pode ajudar a prevenir ou eliminar pedras de amígdalas.

Complicações das Pedras nas Amígdalas

Em alguns casos, pedras de amígdalas podem aumentar seu risco de amigdalite (inflamação ou infecção de suas amígdalas).

E em casos raros, se os crescimentos forem muito grandes, eles podem causar problemas respiratórios ou de deglutição, de acordo com um artigo publicado em abril de 2018 no Saudi Medical Journal.

Mas estes são casos raros e muito difíceis de ocorrer.

Mas é comum este tipo de problema?

Fique tranquilo (a), as pedras nas amígdalas podem ocorrer em qualquer pessoa que ainda tenha suas amígdalas, independentemente da idade ou sexo.

Mas a probabilidade de um indivíduo desenvolver pedras de amígdalas pode mudar com o tempo, o que significa que alguém que uma vez recebia regularmente tonsilólitos pode vir a ter este problema com uma frequência menor e vice versa.

Isso porque as amígdalas podem desenvolver mais criptas à medida que chegamos à adolescência e à idade adulta jovem, e depois se tornar menores e menos propensos a pedras de amígdalas à medida que envelhecemos.

Por hora há uma falta de dados que avaliem quantas pessoas são afetadas por cálculos de amígdalas, em grande parte devido ao fato de que, em muitos casos, os indivíduos podem não perceber que as possuem.

Algumas pessoas com amígdalas nunca apresentam sintomas e podem não procurar atendimento médico. Mesmo quando pedras de amígdalas são diagnosticadas, a condição raramente é grave, o que explica por que poucos pesquisadores as estudam.

Por que eu continuo desenvolvendo as pedras nas amígdalas?

As pedras de amígdalas se formam nas fendas das amígdalas quando partículas de alimentos, bactérias, saliva ou outros detritos ficam presos.

Um fator comum que aumenta sua probabilidade de obter cálculos de amígdalas é a estrutura de suas amígdalas. Pessoas com amígdalas mais lisas são menos propensas a obtê-las, enquanto pessoas com amígdalas mais acidentadas são mais propensas.

(Fonte: Google Images/Todos os direitos reservados)

Como sei se tenho amígdalas?

Elas se parecem com pequenos inchaços brancos ou amarelos pálidos em suas amígdalas.

Geralmente eles são do tamanho de umas pedras bem pequenas com formato arredondado ou um pouco maiores. Na maioria das vezes elas cheiram mal e causam mau hálito!

Outros sintomas típicos incluem: dor de garganta, sensação de algo preso na parte de trás da garganta e problemas para engolir.

O que devo fazer se tiver pedras nas amígdalas?

Na maioria das vezes, as pedras de amígdalas não são um problema sério de saúde e podem ser tratadas em casa com mencionamos acima.

Você consegue na maioria das vezes removê-las com a ajuda de um cotonete ou seu dedo. água para lavar as pedras. Lembrando: Não utilize de forma alguma objeto pontiagudo para desalojar pedras.

Preciso consultar meu médico para pedras de amígdalas?

Se você mesmo não consegue desalojar uma pedra ou se elas ocorrem com muita frequência, fale com seu médico.

Embora não sejam um problema urgente, ele poderá recomendar uma das opções cirúrgicas listadas acima. Procure tratamento se os sintomas estiverem afetando negativamente a sua qualidade de vida.

O que posso fazer para evitar as Bolinhas Fedorentas na Garganta?

Embora a má higiene bucal não necessariamente cause cálculos de amígdalas, uma boa higiene bucal é uma das melhores maneiras de ajudar a prevenir o problema em primeiro lugar. Certifique-se de escovar e fluir regularmente os dentes, e gargarejar água ou enxágue na boca com frequência também.


Compartilhe!

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *